BRINQUEDOS MOÇAMBICANOS I (OS PAPAGAIOS)

Español

Neste tempo que, em outros lugares é tempo de férias, vamos falar de jogos.

Muitos dos brinquedos com os que jogam as crianças no nosso Lar e na zona, acho que é assim em todo Moçambique, não vêm de uma loja, mas estão feitos pelos mesmos rapazes com material “reciclado”. Para alguns dos jogos chega com umas linhas no chão, outros precisam de brinquedos, queremos mostrar-vos alguns.

Y sin juguetes... igualmente se divierten y juegan

Como acontece, acho que, em todo o mundo, os jogos tem a sua temporada, o seu tempo, são “modas” e, sem saber como, vemos todas as crianças estão a jogar com o mesmo tipo de brinquedos numa determinada época; há aqueles que são cíclicos, é dizer, todos os anos pelo mesmo tempo se repetem, outros mudam mais, outros são de todo tempo.

Um dos brinquedos que mais chamou a minha atenção, cá em Moçambique, foi o papagaio; não tenho visto nenhum feito na fábrica, pelo menos não lembro-me de tê-lo visto, mais tenho visto muitos nas ruas, caminhos e sobretudo no nosso querido Lar. São feitos pelos próprios rapaces ou criancinhas, até aqueles muito novos sabem construir um papagaio e fazer que a sua criação consiga voar, chega com um plástico, dois bambus ou paus, poucos metros de corda e até com um saco roto de plástico ou uma cinta de cassete.

Albino e Ivan volando una comenta

Ivan y Albino volando una cometa de fabricacion casera

Pode ser que chama-se tanto a minha atenção pela experiência pessoal, também eu, quando era criança, tinha construído papagaios, mas não conseguia que se mantivessem no ar, acho que pesavam muito, plástico muito pesado e até os paus ou bambus. Não era problema de conhecimentos de técnicas de voo, que não tinha, mas acredito que também as crianças não têm muitos mais conhecimentos do que eu naquele tempo. As dimensões em geral são reduzidas, algumas até muito pequenas, lembro de uma que não superava os 20 centímetros no lado mais cumprido.

A estética muda muito segundo o artista. Os mais observadores gostam que, além que consiga voar fique bonito, então procuram que o desenho do plástico fique no meio ou num lugar que esteja bem. Os mais descuidados chega com que possa voar. O que resta do plástico serve para preparar a cauda, juntar vários pedaços, e pronto! A voar! Outras das muitas originalidades foi o descobrir um papagaio quadrado a voar, com os lados superior e inferior paralelos ao chão, se consegue ligando a cauda a dois extremos consecutivos.

Una mini-cometa (el pie es de un niño de 6 años)

Una mini-cometa (el pie es de un niño de 6 años)

Como ligar os paus ou bambus? Chega uma coisa qualquer: fita-cola, se é que tens dinheiro para a comprar, restos do plástico, um pouco de arame. Isso serve também para juntar o plástico com esses paus.

O último elemento a preparar é a corda, tem que ser cumprida para que todos possam ver como corre pelos caminhos do vento. Os que têm algo de dinheiro para estas coisas usam “chinda” ou, em português, linha, da mesma que usam para pescar; mas também pode ser a cinta de uma cassete velha, chega com romper a protecção de plástico; se o pessoal não tem cinta… pode sempre usar um saco de plástico, desfaz-se separando as cintas e unindo-as com um simples nó, ao terminar uma passar a outra, e poucos aos poucos enrola-la num pau e… Pronto! Esperar uma pequena ventania para voar o nosso papagaio. Que bom!

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: